fernandosoares_02-03-2018

Edições anteriores

Fotos: Gabriel Santos

A elegância das irmãs, Márcia Zahran, Ana Karla Zahran e Simone Zahran Stamatis

 

Sônia e o desembargador do TJ-MS, Ruy Celso Florence

 

Daniela Dorsa e o marido, pecuarista Paulo Antônio

 

Adriana Estivalet Medeiros e o publicitário Henrique Medeiros

 

Daniele e o marido, advogado, Ary Righiant

 

Bruna e o empresário Fernando Baruta

 

Bernadette e o marido, competente presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento

 

PAUSA
Em tempos de eleições, os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul estão evitando discutir algumas votações polêmicas que lhes tirem votos. É o caso dos projetos que criam auxílio-transporte para magistrados e servidores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e a cobrança das taxas cartorárias. Ambos os projetos só serão votados depois das eleições.
 

NA PAUTA
A vice-governadora Rose Modesto esteve ontem reunida com todos os demais governadores dos estados do País, com o presidente Michel Temer, em Brasília, para tratar do tema Segurança Pública. Alguns estão com receio da migração de criminosos para suas fronteiras como efeito colateral da intervenção no Rio. Outros, veem no encontro uma oportunidade para liberação de recursos, como o financiamento de projetos na área. E há, ainda, os que desejam replicar o eventual sucesso que a intervenção do Rio venha a ter, em seu próprio estado. De um jeito ou de outro, a pauta tem que avançar. Cidadão merece proteção e bandido merece punição.
 

MUDANÇAS
Ontem, em São Paulo, foi empossado no cargo de vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, o desembargador federal Nery da Costa Júnior. Como corregedor regional, tomou posse o desembargador federal Luis Carlos Hiroki Muta. A presidência foi assumida pela desembargadora federal Therezinha Astolphi Cazerta. Ficam no comando até 2020. O governador Reinaldo Azambuja prestigiou a solenidade.
 

EM NEGOCIAÇÃO
Aproveitando que estava em São Paulo, o governador Reinaldo Azambuja reuniu-se com a cúpula do Banco Santander. No encontro, foram discutidos investimentos da instituição no Estado, visando a ampliação da rede de atendimento no interior, o que seria necessário para o banco administrar a folha de pagamento do funcionalismo estadual, de R$ 462 milhões mensais. Se der certo, o governo deve arrecadar mais de R$ 200 milhões, só pelo Santander assumir as contas dos servidores estaduais.

 

GREVE
O clima está ficando estranho no Judiciário. Os juízes federais realizaram enquete nacional e decidiram, por maioria, manter o calendário da greve marcada para o próximo dia 15. Eles reclamam que a pauta sobre o 'direito ao auxilio-moradia', tramitando no STF, não alcança os colegas estaduais. Os membros do Supremo, por sua vez, não gostaram do tom de pressão divulgado pela AJUFE sobre a greve. Fontes ligadas à coluna avaliam que o benefício deverá deixar de existir.
 

BOCA TORTA
O presidente Michel Temer (MDB) fez o que pôde, mas não conseguiu emplacar a deputada Cristina Brasil no Ministério do Trabalho. Ela é condenada – pasmem! – em uma causa trabalhista. E agora o presidente nomeia para o Ministério da Defesa um general da reserva do Exército, Joaquim Silva e Luna, que em 2013 sofreu condenação do Tribunal de Contas da União. O motivo: irregularidades em convênio assinado entre o Exército e entidades sem fins lucrativos para os Jogos Mundiais Militares de 2011.
 

SAÚDE!
Guerreiros que lutam pela vida e demonstram como enfrentar com dignidade os riscos de viver. Assim podem ser definidos por seus exemplos pessoas como o professor Carlão de Rezende, que resiste bravamente a uma leucemia e toca seu barco e o assessor político Ari Sandim, que atravessou a tormenta de um AVC e já está no trecho. O time também é o do engenheiro Renato Katayama, que na última segunda-feira teve um stent implantado em seu coração. E depois da bem-sucedida intervenção médica, ainda brincou: “Acrescentei mais dois itens ao meu currículo. Um de infarto e outro de angioplastado. Espero não acrescentar mais nada desse tipo”.
 

SAÚDE (II)
O Hospital da Cassems operou mais um prodigioso ato de afirmação da vida. Os médicos ortopedistas Rodrigo Laraya e Adriano Souza realizaram uma cirurgia de alta precisão e inédita no contexto hospitalar local: a ressecção de tumor ósseo em um jovem de 20 anos de idade. A intervenção pioneira demora, em média, de quatro a seis horas. Os médicos retiram um pedaço do osso onde o tumor está alojado e o mergulham em nitrogênio líquido, com temperatura de 195,8 graus negativos, para que o tumor seja queimado no gelo, matando as células doentes.


VAI VENDO...
O presidenciável Jair Bolsonaro, que vem pontuando bem nas pesquisas de intenção de voto, precisa tomar cuidado com os estragos que apoiadores desastrados podem causar à sua candidatura. É o caso do cantor Gusttavo Lima, indiciado pela Polícia Civil por crime ambiental. A Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente acusa o cantor sertanejo de aumentar uma represa na sua fazenda, em Bela Vista de Goiás, sem ter licença para a obra.
 

COFRE CHEIO
Os professores do Maranhão estão com um sorrisão, de orelha a orelha. O governador Flávio Dino (PC do B) editou Medida Provisória que promove uma recomposição salarial, cujos índices permitirão a um professor com 40 horas de jornada semanal auferir remuneração de R$ 5.750,00.
 

PALADARES
Vai longe a polêmica sobre o melhor prato da culinária campo-grandense. Na votação fomentada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, o sobá recebeu 41% dos votos e venceu a disputa, com cotações maiores que o espetinho (32%) e o arroz a carreteiro (27%). Como todos sabem, o sobá tem origem oriental, mas foi adotado de corpo, alma e paladar em Campo Grande.
 

NA LEMBRANÇA
Polêmico e irreverente. Este era Serge Gainsbourg, músico, cantor e compositor popular francês. Seu nome de batismo era Lucien Ginzburg, mas foi com o pseudônimo que ele ganhou o coração da França, em músicas como Je T'aime... Moi Non Plus e em filmes como Strip-Tease, Vivre la Nuit e Paris N'existe Pas. Antes de morrer, há 27 anos, com 64 anos de idade, Gainsbourg desferiu a seguinte frase: "Feiúra é de algum modo superior à beleza, porque ela dura".