fernandosoares_12-06-2017

Edições anteriores

Fotos: Gabriel Santos

O casal, Ronaldo Gaeta e a esposa, Beth Dias

 

O casal, Vanda e Rui Leite

 

O empresário Pedro Adames e a esposa, Letícia

 

O empresário Waldemar Locatelli e o pecuarista Fernando Vasconcellos

 

O empresário Mário e Vanda Testa

 

O médico oncologista Amauri Oliveira e esposa, Veruska

 

O arquiteto Alberto Guimarães e a esposa, psicóloga e psicanalista, Leila Guimarães

 

Os médicos, Lívio e Andrea Leite, com Rita e Nelson Tavares

 

POBRE HIPÓCRATES!
Uma médica rasga o prontuário e se recusa a atender uma criança, que morre por falta de socorro. Outra médica pratica bulliyng virtual nas mídias sociais, zoando com o nome de uma de suas pacientes. Um médico, denunciado por violência obstétrica durante um parto, é reincidente na mesma prática. No Brasil, com a sucessão e a quantidade de casos do gênero, a Medicina está sendo ultrajada como nunca em seu preceito básico, que nunca foi o de priorizar o lucro. O conceito hipocrático é o que dá absoluta e total prevalência à vida humana. Já passa da hora de os conselhos regionais e os bons profissionais do bem, corporativismo de lado, se manifestarem contra essa barbárie.

 

RENOVAÇÃO
A safra de prefeitos que saiu das urnas em 2016, incluídos os de primeiro e os de outros mandatos, deve introduzir nomes novos no tabuleiro das lideranças políticas em Mato Grosso do Sul. Claro, desde que se afirmem como lideranças regionais. São casos de gente experiente, como Valdeli Rosa (PR), prefeito de Costa Rica pela quarta vez; de Ronaldo Miziara (PSDB), que estreia na vida pública chefiando o Poder Executivo de Paranaíba; e Délia Razuk (PR), prefeita de Dourados.
 

SAQUE CERTEIRO
O município de Sonora fez 29 anos de autonomia, no dia três passado. Uma das atrações do programa de celebrações foi o Festival de Praia, com seis modalidades de jogos aquáticos e de areia. Feliz com a façanha de sua pequena e acolhedora cidade ser a primeira a realizar um evento do gênero no Estado, o prefeito Enelto da Silva (PMDB) fez questão de dar o saque inaugural que abriu as competições de vôlei de praia, tanto figurado quanto efetivamente.
 

TOUR CABOCLO
O escritor, autor teatral, poeta e multimídia Américo Calheiros continua dedicado às andanças pelos lugares de Campo Grande. Derrama seus olhares pela cidade, certamente para inebriar-se dos encantos que ela tem e inspirar-se na perspectiva de novas obras literárias. Figueiras, casarões, ruas antigas e outros emblemas da Morena constam desse roteiro dinâmico e romântico.
 

DE EXCELÊNCIA
Rubinho Catenacci e Fazenda 3R. São marcas acreditadas, são símbolos vivos do que há de mais apurado no Brasil em avanço genético na produção de gado. Na região de Figueirão, um pequeno município do interior de Mato Grosso do Sul, a fazenda é conhecida pela criação de bezerros de qualidade, com alto rendimento de peso e abate em idade precoce, assegurando uma valorização singular no mercado. Por essas e outras, Rubinho Catenacci ganhou, pelo terceiro ano seguido, o prêmio de Melhor Criador de Bezerros do Brasil, entregue pela Revista Beef world, na terça-feira, 6, durante a Beef Expo, em São Paulo. A escolha foi feita por voto popular e premiou Catenacci pelo sistema Creep Confinatto 3R, um manejo rotacionado para potencializar o crescimento de bezerros com o uso do rúmen, um dos quatro compartimentos do estômago dos ruminantes.
 

LUTO
A comunidade libanesa está consternada em Campo Grande e, particularmente, a família do comerciante Elias Abdo Karmouche. Pai de Mansour Elias Karmouche, atual presidente da seccional da Ordem dos Advogados (OAB-MS), Elias era nascido no Líbano, mas o seu amor pelo Brasil e por Campo Grande não tinha limites. Morreu na quinta-feira, aos 96 anos, e deixou um legado patrimonial de sabedoria, honra e vocação humanista.
 

HONRARIA
O reitor da Universidade Estadual (Uems), Fábio Edir dos Santos Costa, desfila garboso com a medalha Águia da Fronteira, conferida pelo Departamento de Operações da Fronteira (DOF), durante concorrida cerimônia comemorativa do 30º aniversário da corporação.
 

ANZÓIS
Não adiantou a pressão dos defensores da proibição da pesca do Dourado nos rios de Mato Grosso do Sul. Venceu a argumentação do trade turístico e pescadores profissionais favoráveis à manutenção desse peixe entre as espécies liberadas para a captura e abate. Sua proibição, contida em projeto do deputado tucano Beto Pereira, acabou sendo barrada, graças ao voto minerva do presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Mochi (PMDB).
 

ANZÓIS (II)
Depois que o deputado Júnior Mochi valeu-se da condição de presidente da Casa para desempatar a votação do projeto de Beto Pereira, que estava em oito a oito, vieram contundentes reações contra e a favor da pesca do Dourado. Para o advogado Alexandre Pierin, presidente da Associação de Pesca Esportiva do Pantanal, em diversos rios que banham o Estado já não se encontra mais o Dourado.

 


CACIFE
A presidência da Caixa de Assistência dos Servidores Públicos (Cassems) dá ao seu titular uma condição de rara força política, social e corporativa, além de comandar um dos maiores e mais sólidos orçamentos do Estado. E se for em gestão bem-sucedida, tal visibilidade se agiganta e alcança cenários de afirmação política e popular. É o caso do presidente Ricardo Ayache, que, por tudo isso, não troca o comando da Cassems por uma experiência eleitoral sem pensar três, quatro, 300 vezes antes. Assim, esqueçam o seu nome para disputas de cargos proporcionais (Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados). Ayache é, hoje, opção fortíssima para Governo ou Senado.
 

DANÇA
Sul-mato-grossense de Três Lagoas, Cecília Bassetto Garcia de Freitas já abriu caminhos seguros para brilhar sob as luzes mundiais da arte. Em 2012, aos nove anos de idade, era aluna da Escola de Ballet Isadora Duncan e atuava nos projetos sociais do Sesc, de Campo Grande. Concorreu com 1.600 crianças e pré-adolescentes de oito a 12 anos e ficou entre as 16 selecionadas para estudar em Joinville (SC), na única extensão brasileira do Ballet Bolshoi, de Moscou. Hoje, aos 14 anos, já é uma das bailarinas top do Brasil e será homenageada em breve pela Assembleia Legislativa.
 

 

MIUDINHAS
*O número de parentes instalados nos três poderes e órgãos auxiliares por obra e graça de seus “padrinhos” é tão grande que assustou até um experiente fiscal da vida alheia, empenhado em elaborar um levantamento criterioso do nepotismo direto e cruzado em Mato Grosso do Sul.
 

*A família do ex-prefeito e promotor de Justiça, aposentado, Heitor Miranda dos Santos, vibra com sua recuperação. Valente e duro na queda, é ele quem, na contramão das coisas, vem dando o maior trabalho a um câncer que retornou.
 

*O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, já decidiu que, se for candidato a cargo eletivo, em 2018, não se deixará cercar por algumas “cabeças” da vez.
 

*Francisco Cezário é muito forte mesmo. Apesar disso, tem gente bem articulada cantando a pedra: o comando da Federação de Futebol (FFMS) não vai resistir a um torpedo que vem vindo aí.
 

*Em razão do feriado amanhã de Santo Antônio e de Corpus Christi, dia 15, o titular da coluna aproveita para reorganizar os arquivos dos computadores para uma melhor coluna diária aos nossos leitores, retornando normalmente na segunda-feira 19. A todos, bom feriado...