fernandosoares_30-12-2017

Edições anteriores

MOMENTO PEDRO CHAVES DOS SANTOS FILHO

 

 

Fotos: Gabriel Santos

Encerrar o ano como Imortal e brindar com os confrades e confreiras, como a gente costuma fazer com os amigos, a chegada de novos tempos, é uma atitude pra lá de elogiável. É o reconhecimento do trabalho e mais um incentivo. Exatamente como fez o presidente da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, Henrique Medeiros ao empossar o Senador Pedro Chaves dos Santos Filho como novo membro da Academia, na cadeira deixada pela professora Maria da Gloria Sá Rosa. Ao lado da esposa, Reni, o senador Pedro Chaves dos Santos Filho, um dos homens mais intelectuais do nosso Estado, prometeu ajudar a produzir literatura de qualidade. Pedro fez questão de comemorar a conquista da cadeira e naquele momento queria dividir com todos sua imensa alegria. Para o senador, a literatura é o meio fundamental para libertar as pessoas do jugo da ignorância e do atraso que, por meio das letras, a exemplo de Manoel de Barros, se transformaram em imortais. A noite terminou com um coquetel servido pela Jéssica Buffet, regado a prosseco Salton Reserva Ouro, além de outros vinhos deliciosos. Sem dúvida, uma noite inesquecível.

 

As irmãs, Therezinha dos Santos Samways, Maria Jozina Victório e Elzira dos Santos Nascimento

 

Denise e o advogado Paulo Tadeu Haendchen

 

O empresário Fernando Bumlai e a esposa, Neca dos Santos Bumlai

 

O presidente do TJ-MS, em exercício, Julizar Trindade, e as escritoras, Raquel Naveira e Ileides Muller

 

Os desembargadores do TJ-MS, Carlos Eduardo Contar e o doutor Ruy Celso Florence

 

O advogado criminalista Renê Siufi e o melhor cardiologista de MS, João Jasbik Neto

 

O senador Pedro Chaves dos Santos Filho e o presidente da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, Henrique Medeiros

 

A reitora da IESB, Eda Machado, e a empresária Reni dos Santos

 

Sônia e o empresário da construção, Renê Miguel

 

Stella Lopes Santos e marido, empresário, Paulo Santos

 

Os empresários, Luis Augusto Scaleia, Luís Carlos Bellé, Everaldo Matos Carvalho e Maurício Faustino

 

Os médicos, Sílvio Haddad e a namorada, Vanessa Loureiro

 

O conselheiro do Tribunal de Contas, Ronaldo Chadid, e a namorada, advogada Edna Granville

 

 

 

ANO-NOVO, VIDA NOVA
“Adeus, ano velho. Feliz ano-novo...”. A virada do ano é um momento mágico, onde renovamos os votos e esperanças para todo um novo ciclo que se iniciará. Mas ainda é tempo de agradecer o carinho, os cumprimentos, as preces, os elogios, as críticas, os amigos e os inimigos, para que possamos continuar juntos neste novo ano e que Deus, em sua infinita sabedoria e justiça, nos abençoe. Agora, vamos dar uma paradinha para nos organizar para o nosso Réveillon e conferir como serão os Réveillons da cidade. Uma feliz entrada de ano novo para todo mundo, que Deus nos acompanhe durante 2018. Depois contarei os ti-ti-tis das festas da virada. Na terça-feira, estaremos de volta. A vida continua e as luzes do Universo nos iluminam.
 

ANDORES
Essa polêmica não acaba tão cedo e vai render desconfortos fora da capital aos seus inspiradores e executores. Um projeto dos deputados Paulo Siufi e Júnior Mochi (MDB), concretizado com a sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), gerou a lei que inclui no Calendário Oficial de Eventos o dia 27 de junho para celebração de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e declara a santa como a padroeira oficial de Mato Grosso do Sul. Sem objeções à santa, católicos de outras cidades estão reivindicando igual deferência para seus padroeiros e padroeiras. Em Corumbá, por exemplo, Nossa Senhora da Candelária está oficializada no dia 12 de fevereiro. Em Camapuã, é São João Batista.


ESTRADAS
Na batida empreendedora e vitoriosa de Oswaldo Possari, o pai, Rodrigo Possari, o filho, investe na modernização da frota e na qualificação dos serviços da Viação de Transportes Terrestres Cruzeiro do Sul. Entre as novidades, nesta passagem de ano, a linha Campo Grande-Bonito dispõe do Cartão Fidelidade. Para cada dez viagens, o usuário ganha uma passagem de cortesia.
 

DUPLA DE RESPEITO
O jornalista Moacyr de Castro Jorge e o cartunista e designer gráfico Acir Alves estão entre os mais qualificados profissionais do segmento, em Mato Grosso do Sul. Em breve, com texto de um e ilustrações de outro, estará disponível o primeiro episódio do livro “Mamonas Assassinas – Guardiões da Natureza”. O capítulo de abertura é “O Encontro com Fadas e Gnomos no Pantanal”. O protótipo da obra foi levado ao sr Hildebrando Alves, pai de Dinho, vocalista do inesquecível grupo musical, que acabou quando o avião em que viajavam explodiu ao chocar-se com uma serra, em março de 1996. Sobrou emoção no encontro.
 

INESQUECÍVEIS
É triste, mas é verdade: em 2017, foram muitas alegrias e sorrisos, mas muitas lágrimas de tristeza pelas personalidades que nos deixaram. Aos 98 anos, a atriz Eva Todor morreu no dia 10 de dezembro, e o ator Paulo Silvino, ícone do programa de humor Zorra Total, sucumbiu a um câncer, após 78 anos provocando muitas risadas. A drag queen Rogéria, precursora do movimento LGBT no Brasil, morreu de complicações decorrentes de infecção urinária, no mês de setembro. Já o cantor Belchior, grande nome do cenário musical brasileiro, foi encontrado morto após ter a aorta rompida, em 30 de abril, aos 70 anos. A música também perdeu o talento de Chester Bennington, da banda de rock Linkin Park, que nos deixou aos 41 anos, no dia 20 de julho, junto ao legendário cantor e compositor Chuck Berry, outro ídolo que faleceu em 18 de março. Roger Moore, um dos intérpretes do 007, morreu na Suíça, em maio, também vítima de câncer. Na moda, os gigantes Hervé Leger e Azzedine Alaia agora desenham croquis no paraíso, desde outubro e novembro, respectivamente, deixando legiões de admiradores do trabalho precursor dos mestres. Também fará falta o proprietário e idealizador do império Playboy, o empresário Hugh Hefner, assim como a atriz Mary Tyler Moore, vencedora do Globo de Ouro, que morreu aos 80 anos. Rest in peace.

 

RECORDE
A bem da verdade, os números sobre a aceleração do trâmite para remeter Lula ao julgamento, impressionam. O processo tem 250 mil páginas e foi concluído em apenas 36 dias pelo relator. E em apenas seis dias – nem uma semana completa – foi feita sua revisão pelo profissional designado. E quem disse que a Justiça brasileira é lenta e arrastada?

 

TRATO CABOCLO
Para cuidar do visual durante uma reportagem em Aquidauana, sobre as cheias do rio com o mesmo nome, a repórter Cláudia Gaigher, da TV Morena (da Globo) não fez frufru e rendeu-se ao talento de cabeleireiros locais para ajustar o visual. E nem é preciso descrever o orgulho de Israel e Delci, responsáveis pelo Salão Elite, que aos tratos admiráveis nas madeixas da bela acrescentaram carinhos e gargarejos.
 

BELA HISTÓRIA
O aclamado professor e historiador corumbaense, Valmir Corrêa, está escrevendo sua autobiografia. Depois de lançar obras autorais de inestimável valor para o acervo historiográfico estadual, finalmente decidiu, com a colaboração preciosa da esposa, a também mestra universitária Lúcia Salsa Corrêa, narrar sua iluminada trajetória pelos caminhos das lides universitárias e intelectuais. As estantes da inteligência nacional aguardam ansiosas a indispensável peça literária.

 

PISADA
Valorização da democracia ou assessoria competente? Não se sabe o que faltou ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) quando resolveu baixar o decreto proibindo manifestações populares no Parque dos Poderes, em agosto passado. Pois agora passa o vexame de ver sua decisão desqualificada em instância togada: o Supremo Tribunal Federal (STF), pelas mãos do ministro Dias Toffolli, suspendeu dispositivos do decreto cerceador de Azambuja, por entender que ferem princípios pétreos da democracia e da ordem constitucional, a liberdade de expressão e o direito à reunião. Melhor seria se o governante, também por decreto, extinguisse de vez a absurda medida que tomou como resposta aos protestos de organizações sindicais contra sua gestão.
 

NEW SPOT
Janeiro é sinônimo de boas viagens! Se liga nessa novidade! De acordo com levantamento da agência online de turismo, ViajaNet, a Cidade do Cabo, situada na África do Sul, é o nono destino internacional mais buscado pelos brasileiros para o mês de janeiro de 2018. Essa é a primeira vez que a cidade sul-africana aparece no Top 10. O crescimento de turistas brasileiros por lá foi de 105%, entre janeiro e setembro de 2017. Entre as razões para o maior entusiasmo dos brasileiros pela Cidade do Cabo, além das atrações turísticas, destacam-se o maior número de voos semanais diretos para a cidade, que partem de São Paulo. Ademais, os preços das passagens aéreas são menores, se comparados a outros destinos internacionais com alta demanda no mercado de turismo.
 

VIDA QUE CORRE
E o professor Carlão (Carlos Alberto Rezende) não para. Nem parece e está longe daquele homem que um dia foi diagnosticado com leucemia e sobreviveu até encontrar uma medula compatível para o transplante. Hoje, é superação uma após a outra. Amanhã, dia 31, Carlão estará em São Paulo, participando da tradicional maratona de São Silvestre. Só os dias extenuantes de preparação física para enfrentar os 15 km já terão atestado sua coragem e sua força física e de caráter.
 

NA LEMBRANÇA
Há doze anos, morria o violeiro Renato Andrade, um dos responsáveis por tirar a viola caipira dos terreiros folclóricos e levá-la às salas de concerto, juntamente com Almir Sater e Helena Meirelles. Tinha, então, 73 anos e vivia ainda na sua Abaeté natal. Sobre o instrumento, aliás, dizia uma frase ótima: "Viola é como mortadela. Todo mundo gosta, mas tem vergonha de comer na frente dos outros".