fernandosoares_20-12-2017

Edições anteriores

MOMENTO POSSE DO SECRETÁRIO

DE SAÚDE DE MS, CARLOS COIMBRA

 

 

Fotos: Gabriel Santos

Ele sempre foi diferenciado em lidar com a coisa pública. Quer pelo respeito naquilo que não é dele, pela sua educação ou pela competência nas missões que lhe são dadas. Desde que assumiu a presidência do Hospital de Câncer Alfredo Abrão, naquele momento em que a credibilidade do hospital era corroída pela corrupção, Carlos conseguiu resgatar toda a credibilidade que o Hospital não tinha e devolver à sociedade um dos maiores patrimônios que temos. Não foi fácil, mas foi assim que esse jovem, cuja formação é em ciências jurídicas e de família tradicional no Estado, fez para funcionar o Hospital de Câncer Alfredo Abrão em nosso Estado: Especializou-se no Hospital Albert Einstein, tornando-se um pós-graduado em gestão hospitalar e, a partir daí, ganhou o mercado. Estava à frente da diretoria do HU, da Universidade Federal, e agora assumiu a missão de cuidar da Saúde do Estado, como novo secretário, em substituição ao secretário Nelson Tavares. Suas metas serão inúmeras. Mas as principais delas serão rever o projeto Caravana da Saúde, trazendo-lhe um novo formato, com mais resultados e menos custos, inaugurar o Hospital do Trauma da Santa Casa, concluir a ampliação do Hospital de Câncer de Campo Grande, intensificar ações de interesse da comunidade, junto às autoridades competentes, dando apoio para a fiscalização da Lei Seca, visando diminuir a

 

O secretário de Governo Eduardo Riedel e a vice-governadora Rose Modesto

 

O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, e o competente secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck

 

O reitor da UFMS, Marcelo Turine, e o desembargador do TJ-MS, Nélio Stábile

 

 

O ex-prefeito da Capital, Nelsinho Trad, e o ex-secretário de Saúde, Nelson Tavares

 

O diretor-geral da Polícia Civil de MS, Marcelo Vargas, e a esposa, Ângela

 

O coordenador de Políticas do Governo, Dirceu Lanzarini, a coordenadora de Políticas para Mulheres, Luciana Azambuja, e o secretário de Administração do Estado, Carlos Assis

 

O governador Reinaldo Azambuja e o secretário de Saúde de MS, Carlos Coimbra

 

demanda de urgência e emergência de ortopedia nos hospitais públicos e centralizar os recursos da Saúde de MS em cirurgias eletivas, para zerar o déficit. Ontem, Carlos Coimbra já estava em Brasília em busca de recursos para incrementar a Saúde de Mato Grosso do Sul. Esse é o Carlos Coimbra que conheço, filho caçula do saudoso Albino Coimbra e de Marilene e, como dizem “que fruta sadia não cai longe do pé”, ele vai longe nas suas missões... Confira alguns flashes...

 

O prefeito da Capital, Marquinhos Trad, e o diretor-presidente do Detran, Roberto Hashioka

 

As promotoras de Justiça das Varas de Execução Penal, Renata Goya e Paula Volpe, e Daniela Guiotti, da Saúde

 

A secretária de Educação, Maria Cecília Mota, a deputada Mara Caseiro e a secretária de Assistência Social, Eliza Nobre

 

O inglês Barclay Best e a namorada, Marilene Moraes Coimbra

 

O juiz de Direito, Albino Coimbra Neto, e o controlador-geral do Estado, Carlos Girão

 

Os avós do secretário, Marina e Aramy Moraes

 

 

 

BADERNA
Ontem, os empresários Jamil e o filho, Jamilzinho Name, viram de perto os protestos violentos e as repressões aos manifestantes, em Buenos Aires, pelo pacote de maldades do governo do presidente Mauricio Macri, sobre a reforma da Previdência e as reformas trabalhista e tributária, enviado ao Congresso. Buenos Aires parou. Voos atrasaram e o caos originado das manifestações com panelaços se instalou pelas ruas. A medida da reforma da Previdência foi aprovada e o saldo ficou com 162 feridos e 61 manifestantes presos. As reformas trabalhista e tributária, ainda estão em debate, previstas para decisão até o fim do ano.
 

CANETADA
Já era esperada a decisão do governador Reinaldo Azambuja de substituir o atual secretário de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, que retorna ao cargo de deputado estadual, para disputar as eleições do ano que vem. O que não era esperado foi a escolha do atual secretário-adjunto, Antônio Carlos Videira, para ocupar o cargo. O nome de consenso era o do deputado estadual Cel. David dos Santos. Mas pelo fato dele votar contra a reforma da previdência estadual, o governador optou por uma solução interna. David perderá, também, o mandato parlamentar, com o retorno de Barbosinha à Assembleia.

 

PIJAMAS
Afirma-se nos bastidores que não vai acabar bem o ano, nas relações entre o legislativo estadual e seu órgão auxiliar, o Tribunal de Contas (TCE-MS). O motivo seria a decisão do conselheiro Ronaldo Chadid de não reconhecer a aposentadoria do deputado estadual Zé Teixeira (DEM), concedida por implemento de idade, no ano de 2011. Chadid sustenta que o benefício é inconstitucional. Teixeira rebate e diz estar calçado pela lei. Com a manifestação do TCE, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júnior Mochi (PMDB), terá 60 dias após a notificação para cumprir a decisão do conselheiro.
 

VERGONHA
A questão da saúde pública é um problema que se arrasta há dezenas de anos e os municípios, infelizmente, só sabem se segurar no SUS. Veja isso: O SUS autoriza, em Campo Grande, 400 ressonâncias magnéticas por mês, numa fila de espera de mais de 4 mil pessoas. O secretário Marcelo Vilela deveria, no mínimo, fazer um esforço e, na contrapartida, adquirir outras 400 ressonâncias, pelo município, já que a fila de espera é de 10 meses. Se fizesse ao menos isso, por mais longeva a fila que seja, reduziria para 5 meses o tempo de espera, o que, apesar de melhorar o tempo, ainda seria um absurdo.

 

VEM, 2018!
As festas de fim de ano já estão quase aí! Em menos de 10 dias, celebraremos o fim de 2017 e daremos as boas-vindas ao ano de 2018. Se você pretende passar a virada na capital, que tal começar a se programar? O Rádio Clube Cidade promete reviver seu melhor Réveillón de todos os tempos, para brindar o ano que se aproxima. Com animação do DJ Rodrigo Knorst e um cardápio especial, que inclui paella de frutos do mar, mesas de frios a caldos na madrugada, a atual diretoria do clube quer resgatar as tradicionais festas em família, que haviam no clube. O salão será todo repaginado e os serviços já incluem uísque 12 anos, cervejas Heineken e Eisenbahn e até frisantes, para selecionados 250 convidados. O custo, dividido por setores, será: Verde, R$ 350,00, Amarelo, R$ 330,00 e Azul, R$ 300,00. Para os associados, o preço é um pouco mais diferenciado.
 

INDIGNADAS
Dress code: protesto. Devido às recentes - e crescentes - acusações de assédio sexual que têm esquentado o cenário de Hollywood, as convidadas da premiação Golden Globes, que acontece em Los Angeles, no dia 7 de janeiro, se uniram para representar indignação.
 

INDIGNADAS II
Atrizes, produtoras e cineastas concordaram em usar apenas roupas pretas durante o evento. Dentre os nomes que apoiam a causa, as estrelas Emma Stone, Maryl Streep e Jessica Chastain já estão em busca do look all black para participar do protesto.


VERÃO!
Depois do lançamento dos sabores Açaí e Mel e Limão, a famosa bebida Selvagem promete "causar" nos esquentas, Brasil afora, com sua nova mistura. Promessa para o verão 2018, a Selvagem Catuaba no sabor Piña Colada - batida alcoólica de coco com abacaxi - é a aposta do rótulo para cair no gosto dos jovens para as férias e carnaval. A novidade ainda não foi divulgada oficialmente, mas já é vendida em algumas distribuidoras de bebida do País. O titular da coluna está investigando quais casas de Campo Grande já oferecem a opção. Fique atento!
 

NA LEMBRANÇA
Esta coluna é fã do astrônomo Carl Sagan, que morreu há 21 anos. O cientista e consultor da Nasa deixou esta sensacional frase para fechar o dia de hoje: "A química que produz a vida é reproduzida facilmente por todo o cosmo. Parece improvável que sejamos os únicos seres inteligentes. É possível, mas improvável!"